Grupos Pesquisa

 

O Mestrado Acadêmico em Educação da UNIR conta com um Centro de Pesquisa que abriga três dos quatros Grupos de Pesquisa que dão suporte ao Curso. São eles:

 

CENTRO INTERDISCIPLINAR DE ESTUDOS E PESQUISAS EM EDUCAÇÃO – CEPED

Descrição: É uma unidade de pesquisa integrada por profissionais identificados com estudos e pesquisas na área educativa. O Centro é responsável pela Revista Práxis Pedagógica, publicação periódica indexada, criada em 1996. No momento, conta com três Linhas de Pesquisa: Formação Docente, Políticas Públicas e Educação na Amazônia e Psicologia Escolar e Desenvolvimento Humano.

Home Page:

GRUPO DE PESQUISA PRAXIS

Descrição: Cadastrado e certificado no Diretório dos Grupos de Pesquisa do CNPq desde 2004. Seus pesquisadores se vinculam a uma ou mais linhas de pesquisa, dentre as quatro linhas existentes,  participando em projetos e pesquisas interinstitucionais e internacionais.

  • Currículo e Práticas Pedagógicas: Trata-se de discutir o currículo numa visão histórico-crítica e social, que atenda a diversidade e as singularidades regionais, analisando suas tendências e identificando-as com práticas pedagógicas atuais no âmbito da escola e da universidade, sem perder de vista o convívio com a diversidade numa região multicultural e de fronteira, como é o caso da Amazônia.
  • Educação Superior e Novas Tecnologias: Compreender o pensamento e a prática docente no âmbito da "sala de aula", identificando práticas inovadoras. Subsidiar políticas públicas para formação inicial e permanente, buscando confrontar o discurso dos documentos oficiais e a prática docente numa perspectiva comparada. Propiciar espaços de formação e autoformação na exploração das possibilidades educativas das novas tecnologias, utilizando estratégias e ferramentas interativas desde uma perspectiva do(a) professor(a) pesquisador(a).
  • Políticas e Estratégias de Formação de Professores: Analisar as políticas públicas com vistas a propor indicadores de formação inicial e continuada em relação as diretrizes curriculares nacionais em todos os níveis de ensino. Discutir estratégias de formação de profissionais para os diversos campos de atuação presentes na região amazônica, mais especificamente, formação de professores dentro do Estado de Rondônia.Com base nos indicadores de qualidade nacionais e internacionais avaliar a educação superior no Brasil.
  • Revisitando Paulo Freire: Identificar como a Teoria Freiriana está sendo apropriada pelos educadores na atualidade, e de que maneira eles percebem e a aplicam em suas práticas educativas no Brasil e no exterior; Analisar como são "lidos" os seus princípios teóricos-metodológicos, verificando o quanto eles têm incentivado no processo de descolonização, além de diagnosticar sua relevância na produção acadêmico-científica atual.

Home Page:  www.praxis.unir.br

GRUPO DE ESTUDOS E PESQUISAS EM EDUCAÇÃO SUPERIOR – GEPES

Descrição: Trata-se de grupo de pesquisa interessado nos assuntos da Educação Superior, especialmente quanto às repercussões relativas a este nível de ensino na Amazônia. Focaliza os processos que envolvem a formação, organização e participação científica e tecnológica das instituições universitárias. Participa em projetos e pesquisas interinstitucionais e internacionais, associando-se a atividades afins com diversos outros parceiros de pesquisa bem como auxiliando técnica e teoricamente o desenvolvimento de atividades de estudos e pesquisa na área com o setor público e privado.

Home Page:

CENTRO INTERDISCIPLINAR DE ESTUDO E PESQUISA EM EDUCAÇÃO E SUSTENTABILIDADE - CIEPES

Descrição:  O Grupo de Pesquisa Fundamentos Epistemológicos e Experimentais da Pedagogia Histórico-Crítica foi criado em 2002 com o objetivo de aprofundar a episteme da Pedagogia criada pelo eminente Educador Dermeval Saviani. De 2002 a 2010, portanto, foram realizados vários estudos e experiências, dentre os quais o Projeto de Alfabetização na Vila Princesa (Lixão de Porto Velho), uma tentativa de encontrar uma metodologia de alfabetização histórico-crítica; o Curso de Metodologia do Ensino Superior, que visou uma prática na docência superior à luz da pedagogia Histórico-Crítica e o Projeto Burareiro de Educação Integral, o projeto mais exitoso tanto pelos resultados epistemológicos, quanto empírico-sociais, uma vez que se tornou a primeira política pública de educação integral no Estado de Rondônia. Findo esse período, cabe ao grupo de pesquisa dar continuidade às pesquisas mais avançadas, especialmente, naquelas áreas onde se obteve os melhores resultados, quais sejam na área dos fundamentos da educação integral politécnica e nos fundamentos epistemológicos da pedagogia histórico-crítica, e abrir novas frentes de pesquisa, de acordo com os novos desafios colocados pelo Campus de Ariquemes da Universidade Federal de Rondônia. Para tanto, por deliberação consensual, o grupo passará a se chamar CENTRO INTERDISCIPLINAR DE ESTUDOS E PESQUISAS EM EDUCAÇÃO E SUSTENTABILIDADE para atender aos propósitos do INSTITUTO TECNOLÓGICO DE EDUCAÇÃO E SUSTENTABILIDADE, do Campus de Ariquemes da Universidade Federal de Rondônia, vez que esse instituto é produto direto da produtividade do Grupo de Pesquisa. Assim, o Grupo de Pesquisa, nos próximos dez anos, estará focado no desenvolvimento de pesquisas sobre EDUCAÇÃO E SUSTENTABILIDADE, com especial atenção para o tema EDUCAÇÃO INTEGRAL E SUSTENTABILIDADE SOCIAL.

Home  Page:

Grupo de Estudos Integrados sobre a Aquisição da Linguagem - GEAL

Descrição: O Grupo propõe-se discutir, a partir de uma concepção sócio-histórica de aprendizagem e de um quadro enunciativo do discurso, o letramento em diferentes escolas de comunidades ribeirinhas do município de Porto Velho/RO. Considera-se o processo discursivo pelo qual passam os alunos na aprendizagem da língua materna, verificando como se dá o letramento intra escolar, através da averiguação dos gêneros textuais e discursivos que circulam nesse contexto e que são objeto de ensino. As pesquisas buscarão contribuir para o desenvolvimento da leitura, da oralidade e da escrita por meio de estudos e da investigação da ação pedagógica do professor. Pretende-se, ainda:

a)  Investigar as concepções de educação, linguagem, leitura e escrita que subjazem ao trabalho do professor;

b)Diagnosticar as variantes linguísticas das comunidades ribeirinhas;

c) Investigar como a educação física, através da exploração da dimensão lúdica, pode, com práticas significativas, ser constitutiva de atividades de expressão oral e escrita.

d) Identificar e analisar como a cultura amazônica ribeirinha presente nas narrativas, saberes e histórias locais colaboram no processo da formação educacional dos alunos ribeirinhos.

Home Page: www.geal.unir.br

GRUPO DE PESQUISA LÍNGUA, CULTURA E SOCIEDADE AMAZÔNICA/AMAZÔNIDA – GEPS

Descrição: Refere-se a Estudos Lingüísticos, Sociolingüísticos, Educacionais e Artísticos. O GEPS pesquisa a relação: Lingua(gem) e Sociedade, Lingua(gem) e Cultura Amazônica/Amazônida, Lingua(gem) e Inclusão Sócio-lingüístico-Educacional, Lingua(gem) e Variação Dialetal, Lingua(gem) e Ensino de Língua Portuguesa Materna e Não-Materna, Lingua(gem) e Qualidade de Vida, Lingua(gem) e Meio Ambiente, Lingua(gem) de grupos Sócio-Minoritários, Línguas e Linguagens Amazônicas e Amazônidas, Lingua(s), Linguagem(ens), Saberes e Modos de Fazer das comunidades Amazônicas e Amazônidas. O GEPS tem a Lingua(gem) como eixo condutor e divide-se em Linhas de Pesquisas para alcançar a Identidade-Sócio-Lingüístico-Cultural de comunidades imigrantes, migrantes, Indígenas, Afro-descendente, Povos da Floresta, Povos Ribeirinhos e Comunidades Sócio-Minoritárias que formam um verdadeiro Laboratório Lingüístico na Amazônia. Busca também o registro Histórico e Sócio-lingüístico-Cultural no percurso físico da sociedade porque acredita-se que o percurso físico causa mudanças na linguagem e na interpretação da cultura original. Pesquisam-se as atitudes lingüísticas das comunidades referidas em relação à enorme variação dialetal da Língua Portuguesa existente, em contato com outras línguas e dialetos, registrando-se as influências que este contato provoca no ensino de Língua(s)nas Instituições Educacionais Públicas e na Educação Lingüística local. Discute-se: Preconceito Lingüístico, Políticas Educacionais, Políticas Lingüísticas, Formação de Professores para o Ensino da Língua Portuguesa Materna e Não-Materna, com vistas à valorização da heterogeneidade e da diversidade Lingüístico-Cultural existente na região. Pesquisam-se e discutem-se as Línguas, as Linguagens, os Saberes e os Modos de Fazer das comunidades sócio-lingüístico-culturais de Rondônia e da Amazônia, em geral.

Home Page: www.geps.unir.br

HISTÓRIA, SOCIEDADE E EDUCAÇÃO NA BRASIL - HISTEDBR/UNIR

Descrição: O Grupo de Pesquisa HISTEDBR/UNIR, que encontra-se vinculado ao Grupo de Pesquisa HISTEDBR/UNICAMP, é integrado por professores e estudantes lotados em Porto Velho ou em outros campi da Unir. A investigação e compreensão  da educação inserida  na Amazônia brasileira é uma das prioridades nas pesquisas desenvolvidas. A região apresenta um contexto sociocultural bastante peculiar, marcado ao mesmo tempo pela presença de culturas tradicionais e pela diversidade ocasionada pelo fluxo migratório de diferentes regiões do país. Tal cenário acentua a necessidade de interpretações científicas da realidade e de ações que fortaleçam os projetos de uma educação pública de qualidade. Em consonância com os objetivos do Grupo de Estudos e Pesquisas HISTEDBR/UNIR, espera-se incentivar a realização de estudos e a produção de pesquisas, apresentação de trabalhos e, ao mesmo tempo, propiciar a disseminação dos resultados alcançados. 
Por fim, cabe ressaltar que grupo é formado por duas linhas de pesquisa:

  •  Formação de Professores, Política e Gestão Educacional, cujas pesquisas objetivam investigar as políticas públicas  para a educação básica, assim como das concepções e práticas de gestão educacional, e as inter-relações com a formação de professores, em especial na região no entorno do município de Porto Velho, concomitantemente, a produção da própria história da educação.
  • História e memória; instituições educacionais; trabalho e educação, enfatiza em suas pesquisas a relação dialética entre Estado e sociedade, considerando as diversidades locais e também o contexto nacional e internacional das condições concretas de existência  das diferentes classes sociais, com vistas à preservação da memória educacional.

Home Page:



Voltar

©CopyRight 2012 - Portal Institucional - Todos os Direitos reservados